Ciclo Leituras e Contos

Verso Livre - Carta branca às editoras de poesia

18 jan 2019 · 18:30 – 19:45

Sexta às 18h30 Duração 75’ · Entrada livre

Começamos o ano novo com um novo ciclo dedicado a apresentar o trabalho de editoras que se destacam pelos seus catálogos de poesia. São sessões em que os editores têm carta branca para nos darem a conhecer os seus autores, tradutores, motivos e preferências.

Abrimos o ciclo com o projecto editorial não (edições), projecto editorial independente fundado em Lisboa no ano de 2013.

Dedica-se à publicação de poesia – livros de poemas, prosa poética, traduções, escrita para performance, entre outros – procurando ecoar a multiplicidade ‘em aberto’ que este género literário pode representar, com particular atenção a obras inéditas ou a jovens autores. Valoriza-se o diálogo entre textos e materiais visuais, como desenhos, ilustrações e colagens.

A ‘não’ estrutura-se em diferentes colecções, cada uma com identidade editorial e gráfica próprias, como a Colecção 32 (obras curtas, livros agrafados), a Colecção Mutatis-mutandis (livros de poemas e outros textos), a Colecção Traditore (traduções de poesia / prosa poética), a Colecção Cénica (textos para performance ou teatro) e a Colecção alice (livros ilustrados).

Em 2013 foi apresentada a primeira das colecções – Colecção 32 – na qual foram publicadas até à data cerca de vinte obras inéditas. Esta colecção inclui primeiras ou segundas obras para muitos dos autores, mas também livros de poetas com percurso e bibliografia mais extensos.

Na Colecção Traditore privilegiam-se obras menos divulgadas ou ainda não traduzidas entre nós, mesmo que de autores reconhecidos pela sua poesia ou consagrados noutros géneros literários ou áreas artísticas, como Patti Smith ou Derek Jarman.

O encontro entre a palavra (poesia ou prosa poética) e a ilustração, a pensar nos mais novos e em tiragens únicas, acontece na Colecção alice.

A mais recente linha editorial será a Vária, dedicada a textos de reflexão e ensaio literário ou artístico, mas aberta a obras de outros géneros, cujo primeiro livro será publicado em 2019.

 

Com João Concha (editor), Miguel Martins Catarina Nunes de Almeida